segunda-feira, julho 04, 2005

Praia do Carvalhal, Grândola

Na costa alentejana o vento conta.
Molda a paisagem e marca os dias.
Ao chegar, depois de muitos quilómetros de estradas razoavelmente más, fica a sensação de que se está numa terra muito longe, no fim de algum sítio.
Parece uma qualquer praia portuguesa nos anos 70, antes do boom turístico ter desalojado da orla costeira as actividades tradicionais.


Talvez seja assim porque o mar é selvagem e irrequieto. No verão, quem sabe, mas na primavera mais vale esquecer o banho.

Salva-se a paisagem e a soletude. Para além das dunas, ao longe, a norte, limita o horizonte a silhueta cinzenta da Serra da Arrábida.

A melhor parte é mesmo a do almoço, num dos restaurantes em cima da praia. No Aqui há Peixe, insista-se no dito, grelhado. No restaurante da Praia do Carvalhal, o mesmo. O primeiro é mais caro que o segundo e tem mais agitação. Convirá reservar. O segundo é mais popular e descansado.

Sem comentários: