quarta-feira, outubro 10, 2007

Oslo, uma capital tranquila

A Noruega é um país tranquilo, onde a população vive confortavelmente, com segurança e liberdade. Os seus habitantes são até conhecidos por serem pouco expressivos e não manifestarem os seus sentimentos e emoções. Vivem pacatamente instalados num país rico e moderno, financiado pelas jazidas petrolíferas do Mar do Norte.
Oslo é uma cidade de fusão, onde o passado guerreiro viking se cruza com imponentes manifestações de arte e arquitectura moderna, sobretudo na renovada orla costeira. A sua localização é estupenda, entre bosques de coníferas e plácidas águas do fiorde. A cidade é pequena e pouco movimentada. O trânsito, fácil e fluído, deixa uma certa impressão provinciana.
A partir do molhe Aker Brygge, a zona mais moderna e in da cidade, o viajante terá que passar pelo moderno e austero edifício da Câmara Municipal, construído em 1950 para comemorar os 900 anos da fundação da cidade. Depois, deverá percorrer a Karl Johans Gate, a única verdadeira grande avenida de Oslo, com um jardim a separar as duas faixas de trânsito. No topo, visitará o viajante o Palácio Real de Oslo, sóbrio e elegante edifício neoclássico, na parte mais alta de um parque arborizado. Ao fundo, verá o edifício do Parlamento Nacional Norueguês.

A capital da Noruega é uma cidade cara, onde tudo custa muito dinheiro. Os hotéis não são muitos e os restaurantes menos. Há algumas cervejarias onde se bebe bastante, sobretudo ao fim de semana. A solução de sobrevivência mais fácil e barata é recorrer às lojas de conveniência.
O aeroporto fica a quase uma hora da cidade, em autocarros directos, que atravessam o centro da cidade. Tem ligações a Lisboa, algumas das quais directas, embora na maior parte das vezes seja necessário fazer escala em Copenhaga.

Sem comentários: