sexta-feira, março 17, 2006

Trás-os-Montes no Inverno

No Inverno, em Trás-os-Montes, o tempo força o ritmo do calendário. Está mau tempo e por isso não se pode sair de casa. Chove, por vezes, mas o que marca mais os dias é o frio cortante, que deixa o nariz a pingar e faz deixar de sentir as orelhas. No campo, não se vive, sobrevive-se. Procura-se aguentar o menos mal possível o inverno, esperando que as primeiras andorinhas cheguem depressa.


De manhã cedo e ao entardecer a humidade transforma-se em neblina e nas zonas mais baixas, ou ao longo dos rios, formam-se densos mantos de nevoeiro, que transplantam os lugares e as pessoas para um opaco limbo sereno, onde as preocupações de cada momento terminam um palmo à frente do nariz.


Sem comentários: