quinta-feira, abril 13, 2006

Exército Chinês do Imperador Qin

Em 1974, perto de cidade de Xiuan, na China central, agricultores que escavavam um poço descobriram acidentalmente o maior monumento funerário do mundo: uma cidade inteira, construída em terracota, reproduzindo as riquezas e exércitos do cruel e poderoso Imperador Qin Shi Huang.
Esta cidade, construída no século III antes de Cristo, foi depois enterrada, conjuntamente com o imperador, que acreditava ser imortal e, portanto, queria ter onde viver após a morte, devendo esse sítio ser o mais parecido possível com o sítio onde viveu.
No sítio foi construído o Museu dos Guerreiros de Terracota, cobrindo cerca de 25 quilómetros quadrados e albergando cerca de seis mil soldados, todos diferentes uns dos outros. Apesar de terem mais de 2000 anos, a maioria deles está em perfeito estado de conservação.

Uma exposição itinerante tem percorrido a Europa, mostrando mil do total das cerca de 7000 peças exemplares de guerreiros, cavalos, carros e armas.
Estas fotografias foram tiradas em Berlim.

Sem comentários: