segunda-feira, outubro 29, 2007

Torre Agbar, Barcelona

A silhueta urbana de Barcelona – o viajante já o sabe -, é dominada pela torres esbeltas da Sagrada Família. Porém, na última visita, o viajante foi surpreendido pela também esbelta Torre Agbar, que igualmente desponta por cima dos telhados da cidade condal e faz concorrência à inacabada catedral de Gaudí na disputa do horizonte.

Esta Torre Agbar, construída a noroeste da cidade, na Plaça de Les Glories Catalanes, no fim da Avenida Diagonal, foi desenhada por Jean Nouvel, o arquitecto francês que mais recentemente (em 2006) deu forma ao Museu Quai Branly, nas margens do Sena, em Paris – é um edifício com estrutura em vidro onde encaixam 28 cubos coloridos e se destina a alojar peças representativas das artes e civilizações de Africa, das Américas, da Ásia e da Oceânia. Em Paris, Jean Nouvel já tinha desenhado, no final do consulado do Presidente François Miterrand, o edifício do Instituto do Mundo Árabe, construído na rive gauche, próximo do Quartier Latin, em 1987.

Quanto à torre Agbar, tem 142 metros de altura e 34 andares, com estrutura de betão. Por fora, é flamejante, por ter revestimento de alumínio lacado e de placas de vidro colorido, que vão variando na tonalidade, produzindo uma multitude de efeitos ópticos. Tem o formato de uma bala, pretendendo evocar os píncaros rochedos de Montserrat, na Catalunha Central. Vê-se de toda a cidade. Está ocupada por escritórios. À noite está iluminada.

4 comentários:

garina do mar disse...

reparei nesta torre quando passei em Barcelona este Verão... fotografei-a para tentar descobrir o que seria! fiquei esclarecida ;)

mas tinha o Jean Nouvel em melhor conta!! ele ia fazer em La Défense uma torre "transparente" que se "diluia" no céu... sabe se isso aconteceu?

pv disse...

Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário. Quanto ao Jean Nouvel, eu gosto. Mas conhece a anedota: arquitectos franceses, galãs alemães e cozinheiros ingleses... Não a posso ajudar quanto ao projecto de La Défense.
Parabéns pelo http://milhasnauticas.blogspot.com/!

garina do mar disse...

expliquei-me mal
gosto bastante do Nouvel... acho o Instituto do Mundo Árabe uma obra prima! e aqueles "azulejos" que regulam a intensidade da luz no interior são de génio!!
não gosto é muito desta torre ;(

obrigada pelo cumprimento ao nosso Milhas Náuticas!! eu descobri este à procura de uma referência sobre a Françoise Le Roux e achei que seguíamos lógicas parecidas: mostrar sítios de que gostámos, só que nós mais limitados a Portugal e ao Mar ;)

pv disse...

De facto, até no aspecto o vosso sítio me faz lembrar este.
Volte sempre!