quinta-feira, agosto 20, 2009

Museu do Ar, Alverca

Aviões, cockpits, viagens aéreas e travessias épicas ou grandes combates aéreos, são temas claramente masculinos. Cheiram a óleo, a fumo e a motores ruidosos, tudo transpirando adrenalina. É este o ambiente que se encontra no Museu do Ar, da Força Aérea Portuguesa, em Alverca, às portas de Lisboa.

Revisitou-o agora o viajante, no ano em que faz 40 anos (foi oficialmente inaugurado a 1 de Julho de 1969). Aquilo que encontrou, foi um ambiente modernizado e muito acolhedor. O Museu do Ar é um museu pequeno, caseiro e familiar. Mas nem por isso modesto ou desinteressante.
Além de muita informação histórica sobre o passado da Força Aérea Portuguesa, disponibiliza vários modelos de aviões comerciais e, sobretudo, de combate. Destacam-se réplicas de modelos emblemáticos, como por exemplo o Cruzeiro do Sul (gémeo do Santa Cruz), no qual Gago Coutinho e Sacadura Cabral atingiram o Brasil, depois de atravessarem o Atlântico Sul, partindo de Lisboa.

O Museu do Ar é um destino familiar. Tem visitas das 10 às 17 horas (no verão, até às 18 horas). Está fechado às segundas-feiras, no Natal, Ano Novo e no Domingo de Páscoa.
Fica em Alverca do Ribatejo, a cerca de 15 quilómetros de Lisboa, junto da estação dos caminhos-de-ferro (Linha do Norte). De Lisboa, chega-se pela A1, derivando na saída de Alverca (
http://www.emfa.pt/www/po/musar).

Sem comentários: