segunda-feira, fevereiro 14, 2011

Sakkara, Egipto

 Quando se pensa em pirâmides, pensa-se no Egipto e quando se pensa no Egipto, pensa-se em pirâmides. Normalmente, nas pirâmides de Gizé (a que no Egipto se chama Guiza).
Porém, as pirâmides de Gizé, tal como a enigmática esfinge, ao lado delas, são apenas algumas das que restam do conjunto de antigos monumentos funerários egípcios, sobretudo do período do Império Antigo (séculos 30 a séculos 21 a.C). Ficam mesmo no limite urbano do Cairo e por isso são facilmente acessíveis aos turistas. Além disso, estão bem conservadas, ao contrário do que acontece com muitas outras das que se encontram na região que as envolve.

 Porém, as pirâmides de Gizé não são as mais antigas que se conhecem. Em Sakkara, região que fica entre o limite do vale do Nilo e o deserto, a sul do Cairo, ainda é possível visitar aquela que foi a precursora de todas as pirâmides egípcias, construída para servir de sepultura ao faraó Djoser, da 3ª dinastia (portanto, entre 2700 e 2600 antes de Cristo).
Até esta altura, os faraós eram sepultados em profundas covas escavadas na rocha, sobre as quais depois era construída uma mastaba, completamente rasa, que cobria a sepultura. As mastabas eram feitas de tijolos de barro e não tinham câmara funerária no interior, ao contrário do que veio acontecer com as pirâmides. Apenas cobriam uma câmara funerária muito profunda, escavada na rocha. Todavia, Imhotep, talvez o primeiro de todos os arquitectos, em meados do século 27 a. C., optou por fazer uma mastaba de pedra, sobre a qual colocou outra mastaba, e outra, e outra, cada vez mais estreitas, em forma de pirâmide. E assim, esta mastaba convertida em pirâmide foi a precursora das todas as outras que ulteriormente vieram a ser construídas.

 A pirâmide de Sakkara foi construída em pedra, enquanto todas as mastabas que a antecederam foram construídas em tijolos de barro. Foi assim, provavelmente, o primeiro edifício do mundo a ser construído em pedra. É, em todo o caso, o mais antigo que se conhece.
Sakkara, onde foi construída a pirâmide, foi a necrópole real do período em que a capital do Egipto era em Mênfis, portanto no período do Império Antigo – de 3100 a 2200 aC.
Fica a cerca de 30 km do Cairo. A entrada no recinto custa 60 libras egípcias (um pouco menos que 8 €). A forma mais fácil de chegar aqui, a partir do Cairo, é de taxi.

Sem comentários: